LYRICS.AZ APPLICATION

Download from Apple Store
Download from Google Play

WC Beats - Ainda Hoje lyrics

[Refrão]
Vários problemas me põe no poço
E eu quero resolver isso ainda hoje
Sei não
Vários pilantras correndo solto
E eu quero resolver isso ainda hoje
Sei não
Sei que esse corre me deixa louco
E eu quero resolver isso ainda hoje
Sei não
É que eu cansei de pa**a sufoco
Hoje eu quero relaxa um pouco

[Verso 1: LK]
Só quero viver sem rancores e amores
Despreocupado e sem problemas
Mas se a rua me cobra eu não fujo
To firme e forte
Eu já nasci pronto pra guerra
Igual nunca vou correr dela
Do sistema eu sou intrujo
Meu estúdio é refugio
Meus erros eu mermo a**umo
Vou resolver uns caô pra vê se eu durmo
Que enquanto o dia nasce eu tô fritando nesses corre
Então desligo o telefone
Se não como é que dorme?
Mais um dia que morre
Eu tõ na naquela querendo cobra os traira
Pilantra a vida se encarrega, não adianta
O universo conspira
É cobra mas nós destila o veneno
Dissimulado não a**imila então
To fugindo de problema, primo
To fugindo de problema, primo
To fugindo de problema
Inevitável em dia cinza
Mas hoje o tempo tá abrindo

[Refrão]

[Lyrics from: https:/lyrics.az/wc-beats/-/ainda-hoje.html]
[Verso 2: Rod]
Dia de sol, na barraca de praia
Mano, quem não quer isso hoje?
Não se pode confiar em ninguém, eu sempre soube
Sorriso falso na foto
Olha bem pra minha cara e vê se eu fora de foco
Pra não fica fora de si
Nem metade do que eu tenho mostro na frente das câmeras
Tô escondido como em câmaras subterrâneas
Pessoas que não entendem rimas tão contemporâneas
E os críticos subindo na parede igual aranha
É tanta coisa, não consigo dormi
Logo eu que caia no sono em qualquer lugar por ai
As coisas mudam, as pessoas também
Algumas não, eu sei
Isso é normal, mas elas não aceitarão o vem
Alguns terão motivos sim pra me acusar de insano
Se tu não tá na minha pele então não entende meus planos
Minhas buscas são pela paz, pelo amor, pelo espirito
Não pela grana, mesmo que te pareça onírico

[Refrão]

[Verso 3: Felp]
E a rua continua a mesma fita, nego
E os moleque no cerol entre o caos e o medo
E na calçada pivetada, lata vira origame
Na sucata garantindo a marmita, segue o enredo
Inferno denso de baixo da minha sola
Onde o governo ignora
A mágia sem cartola
Dormindo na cartolina, sem emprego, sem dolar
Sem nike, sem escola, a**im se move a rotina
Liguei o foda-se, desci minha rua decidido que isso mudar essa porra toda
Mas olho na marquise, um pai, três filhos e sua esposa
O que cê pensa? Qual sua crença?
O importante é fazer a diferença
Esqueci as desavença só hoje
Que a polícia não me prenda
Só peço até a noite
Pois eu sei que o bicho em meio a madrugada fria
Agradeço a suprema força por tá vivo mais um dia

Correct these Lyrics