LYRICS.AZ APPLICATION

Download from Apple Store
Download from Google Play

Predella - A História de João Gatilho lyrics

[Intro]
Eu vejo prédios tão altos, o que rodeia a minha volta
É c**aína no prato! E os menorzin na revolta!
É muito sujo de fato, tem vários rato na bota
Tem prostituta e vários ladrão na mão pela sombra
E ela me faz um copo e eu bebo, eu lembro e vou lá
Embalo o pacote, o meu peso, é dinheiro, eu vou lá
Sem contar com a sorte dá um beijo, meu bem, volto já
Volto com o malote, a crema, um buquê e uma AK...

[Verso 1: Predella]
Eu vou lá meu parça, olá! Vim de Sampa
Sou da Itália, exporto canhamo, vem do Porto, é a boa... manja?
E custa caro, mas é que eu sou de família bamba
Pobre moço que escuta samba, tenho uma donzela que me espera na varanda
Tão bela que quando eu vejo ela as pernas bambeiam
Vim do camelô, pro interior, vender planta!
Capiche carai, ouvi tantas história do cultivo do cumpadi que adianta!
Moeda de troca, 50 boy na bota, me deixa 1K na cota que 'nóis' volta em uma semana

Mais eu preciso que fique, o mínimo do mínimo e me certifique
Que o corre é esse 'memo' e a confiança não é alpiste
No crime 'nóis' não abraça qualquer história triste...

Moro maninho, não me complique, comprovo pro padrinho
O corre é esse agora, minha mulher esperando um filho, fi
Se eu disse é isso, cê pode pá que é isso
Fica fode, não dá, Nog não tá sabendo tio
Não era a hora e agora é a decisão
Dinheiro e paz na vida ou uma puta no colchão
Irmão, nunca se deixe envolver com o coração
E eu me lembro recebendo a ligação...

[Lyrics from: https:/lyrics.az/predella/-/a-historia-de-joao-gatilho.html]
[Interlúdio 1]
E aí cuzão, tá dormindo tio, ou?! falaram que tu foi fazer aquele adianto lá, né? Pode crê, firmeza! Então, mano, é o seguinte: sobe aqui no churrasco, aqui na Bica de Pedra, eu, PH, o Alemão, todos os moleque... Aí nóis viu umas parada aqui, não é nem legal comentar. Então, faz o seguinte: queria falar um parada pra você se liga na ideia aí mano...

[Verso 2: Nog]
Na real, é papo de mil grau, nem discute
Não é encheção de saco normal, é do mal, me escute:
Eu tava na bica de Pedra, deu zika e deu merda...
Quando eu vi na fita, sua mina de quina e de ideia
Num clima com um pela, 3 da manhã dessa quarta
Cheia de conversa co' cara, te avisei que ela era um vaca (Vai vendo!)
Cê tá no stress, ela tá no relax, quando ao invés deviam trocar os papéis
Na hora do s** cê tinha que usar látex! ela dá dorflex, e ainda vai virar sua ex...

[Interlúdio 2]
- E aí Nog, essa ideia aí procede, irmão?
-Procede, irmão! Qual que é a fita? Onde cê tá, onde cê anda?
- Tive que vir aqui do outro lado buscar uns baguio. Pode pá, mano
- Buscar uns baguio? Cê largou o disco, tio? Qual que é a fita?
-A parada é grave, irmão! Ela tá grávida!
-Aê mano, mas cê quer o que, dinheiro? Qual que é o corre?
- Mas ela não teve o que fazer, tô voltando já, irmão
-Comigo nóis dá um jeito, tio, pow... Bota ela no gelo e no cão...
- Caralho! Cada uma...

[Verso 3: Predella]
A história sem libido, era uma moça e um bandido do DMC
Mas ora, veja filho, era uma puta disfarçada que não da pra ver...
"Oh Céus sem sentido, não confunda o amor com sensação de prazer
Sou réu consigno, o ganho dela é me achar pra eu me perder
Eu tinha um motivo, eu fui trás de 30 quilos pra nossa vida render
Eu ia sem destino, eu fiz de tudo e mais um pouco pro nosso filho nascer
E agora tô perdido, descobrindo o que tu fez, nem sei o que fazer
Eu sou João Gatilho, cabra macho destemido e vou matar você!"

Correct these Lyrics