Naan MC - Impé(Rio) lyrics

Published

0 183 0

Naan MC - Impé(Rio) lyrics

[Intro] Eu quero ver construir um império Brincando e não levando a vida a sério Eu quero ver construir um império Partindo do 0 e sendo sincero Eu quero ver construir um império... Ein Eu quero ver construir um império... Ein Eu quero ver construir... Quero ver tu construir [Verso 1: NAAN] Meu ponto de partida é o nada, meu menor objetivo é o tudo Minha maior motivação é a estrada, minha maior preocupação é conteúdo Que eu tenho pra pa**ar, pra quem vai me ouvir, se vão rebolar, ou parar pra pensar Ontem já foi, esquece, o que eu tenho pra falar, é que vai melhorar! Então vai, se liberte dos seus grilhões! Então sai, seja maleável nas situações.. O rap é como a bolsa de valores, aqui nós vendemos ações Então pense muito bem o que cê tem pra expôr, se é ódio, rancor, ou vitória e amor Pense muito bem o que cê tem aí dentro, que os menor tão ouvindo e vão seguir o exemplo Construção de um império, cê topa? Não falo de bunda e nem de c**a Falo de crescimento pessoal, melhora financeira e tapioca E na verdade, me sinto um Chris Gardner, A procura da felicidade Nessa cidade idiota, repleto de "Motherf**a"! Esse é o rap do Rio, cidade do pecado que o Cartel cantou Impressiona a todos, até a mina mais fiel se encantou O que mais me impressiona, são esses menininhos Que são tipo Big Mac, são foda na foto, dá vontade de comprar, mas ao vivo são pequenininhos É que eu já to cansado, desse bando de socialite Reclamando do ponto de vista que eu expresso nas canções, me cobrando mais humildade É um clichê social, realidade cruel e fatal, afinal Não aceito lição de moral de quem não tem moral Então peça a bença, pensa, antes de entrar nessa atmosfera densa Muda de crença, encha o peito de ar, mas pra chegar peça licença Sem desavença, eu só quero que você cresça To usando um capacete de pregos, vamo ver agora, se eles vão pisar na minha cabeça [Refrão: Igor Bidi] Não entendem o Império, não sabem o quanto é serio Não sentem os amperes na pele, não sabem quanto É sagrado o legado do Império... Dose de Dom Pérignon Uma vida pra fazer um som Sem medo de cair, sem medo de arriscar Sem medo de lutar, se tiver que trocar Vou trocar (seja quem vier), vou trocar (seja quem vier) Vou trocar (seja quem vier)... Pelo Império, pelo Império, pelo Império, pelo Império! [Verso 2: Igor Bigi] Eu já vi Impérios virarem pó, sei que o mundo cobra sem dó Mas não vou deixar de honrar o meu suor E nada, nada, nada vai me fazer desistir de um mundo melhor Recarrego a munição, não entrego a posição, não entrego! Foco no levante da missão desse Império Corro atrás de tudo que eu quero porque eu não espero, prospero Além do sabote do clero, no ponto zero, com esmero, sincero No mundo severo, fechado com minha família por isso não desespero De Botafogo pra SG, tranquilidade lazer Disposição pra viver, quero ver os irmão vencer Quebrando barreiras fazendo o Império crescer Uns fazem porque amam e outros pra aparecer Nosso intuito é sincero e dá pra ver Então não vem desmerecer quando a firma enriquecer Lembre-se que é mais do que dinheiro Além do que rotula ser falso ou verdadeiro Recompensa por não abandonar o sonho no mundo medonho Me sinto um estranho, me desgarro do rebanho, minha liberdade eu ganho Minha meta não tem tamanho, essa eu fiz com outro cunho Erguem-se os punhos, além do rascunho, eternizo o testemunho Pinto esse desenho, com mais puro desempenho, nosso movimento É a chibata que volta no couro do senhor do engenho O rap ainda salva vidas, esse é o maior prêmio! Essa é pra vencer, essa é pra você, essa é pra lembrar que não vamo retroceder Mais raps nas comunidades, menos eventos caros de boate Pra que o menorzin que hoje nasce, possa conhecer o Hip Hop Use o microfone como arma, não precise portar um revólver Saiba que o rap é uma família, onde as cores não importa de porra nenhuma Onde a cla**e social é o menos importante, eu fui salvo pelo som mano, eu sou testemunha Isso é Caverna do Dragão, terceira visão, irmandade, comunhão, praticando a evolução da espécie [Refrão: Igor Bidi] Não entendem o Império, não sabem o quanto é serio Não sentem os amperes na pele, não sabem quanto É sagrado o legado do Império... Dose de Dom Pérignon Uma vida pra fazer um som Sem medo de cair, sem medo de arriscar Sem medo de lutar, se tiver que trocar Vou trocar (seja quem vier), vou trocar (seja quem vier) Vou trocar (seja quem vier)... Pelo Império, pelo Império, pelo Império, pelo Império! [Outro: Igor Bidi] E a**im nasce o Império... E a**im nasce o Império... E a**im nasce o Império... E a**im nasce o Império...