M´CIRILO - ATIRADORES lyrics

Published

0 456 0

M´CIRILO - ATIRADORES lyrics

[Kappa Jotta] Não julgues um rapper pelo hype É o mesmo que julgares um lutador por um fight Um adepto por um very-light Rapper top na tuga tanto bate até que cai Não tás a ver daquilo que o Kappa está capaz A fazer o caminho sozinho a trazer o inferno atrás Trago contraste que nunca te habituaste a ouvir no rap Na prática aula de matemática era esquemática de 2pac Eu vim com fé de fazer disto vida (Yeah) Mas já de há bué que tou para ver essa guita (Damn) Agora contas altas estão-me a dar vertigens Ensinaram-me que a vida te fode sempre ninguém morre virgem (Man) Mais os que fingem do que os que são verdadeiros Estão tão abaixo que nem me atingem os joelhos São só baratas que andam há solta no recreio Que da velha há nova escola há tanta cópia barata do barbeiro Eu não preciso nada disso sócio Ninguém me pôs a viver eu fiz por mim próprio (Huh) Vivo com algumas transgressões é óbvio Existem várias versões o segredo é alma do negócio Agora o Kappa só fala em cash (Yes) Quero vê-lo e preciso de tê-lo fast Pago a renda pago a dispensa e creche E o pouco que ganha investe a ver se multiplica o resto Então parte a merda quebra a regra é nula boy anula boy Prega-lhe uma vírgula quando vir que já só calcula boy Garrafas e bula o boing já circula a joint Na rua ao dado é jogado para te limpar umas coins Nem toda a gente tem aquilo que ambiciona Só para quem se faz há pista é que alguma coisa funciona Verdade é como um morto aqui vem sempre a tona Pelo menos é o que dizem lá na zona..Linha C [M'CIRILO 8 Línguas no gatilho Francos e atiradores A doença nos bastidores Que infectou os espectadores Já não há cura pa**ar gerações Agora o antídoto está na mão desses patrões Línguas no gatilho Francos e atiradores A doença nos bastidores Que infectou os espectadores Já não há cura pa**ar gerações Agora o antídoto está na mão desses patrões [Né] Entrei pela porta do cavalo homem saio como um senhor Pela frente não morrerei só irei desta para melhor Não faço laços com palhaços não me torno mediátrico Não me ponham num lar de idosos vosso médico pediátrico É tudo matemático já sabes promotor é x Isto está adiantado para subornar o juiz Do tribunal de contas que dizem que fujo ao fisco Por ter quase meio século e lançar mais um disco Um pirata arrisca quem não arrisca não petisca Não serei pirateado pelos piratas da indústria Usam todo a mestria com golpes de falcatrua Põem o r.a.p de rua no olho da rua Querem carne crua carne fresca seus canibais Não quero o vosso respeito já tenho o dos meus animais Anormais iguais aos tais que não eram iguais Eu sou contra a desigualdade social só com reais Espreito os cartazes sinto que espreito um decote Só dá mamas mas de generoso está fracote Mc's tipo reboques do mercardo são mascotes Há procura dos lingotes agarram-se aos garrotes Nós barrotes e cabeços sem cotação na banca Esse falso no nosso meio é tipo na erva a mosca branca Se tens qualidade mano junta quero um kappa Para nós é vermos fumo já que não vemos a papa Grande lata sem escrúpulos isto é cada um por si Cada vez que vou cagar penso na merda que anda aí Não cuspo para o ar nem vou para o ar numa novela Em cada esquina surge um fake quando dou uma cuspidela Esta arte está cadela com a trela está com o cio Como a puta cinderela que faz de um gajo otário Neste ponta criada do Porto há Linha de Cascais Aqui não pa**am quitados só clássicos originais [M'CIRILO] Línguas no gatilho Francos e atiradores A doença nos bastidores Que infectou os espectadores Já não há cura pa**ar gerações Agora o antídoto está na mão desses patrões Línguas no gatilho Francos e atiradores A doença nos bastidores Que infectou os espectadores Já não há cura pa**ar gerações Agora o antídoto está na mão desses patrões