LYRICS.AZ APPLICATION

Download from Apple Store
Download from Google Play

MC Xamã - R.A.P lyrics

[Verso 1: Xamã]
Bom dia, encaro meu rosto no espelho
Dissolvo o que sobra na pia
E isso é fato, senti no tato o gosto
A água fria com meu rosto entra em contato
E nessa cova de leão tá cheia de rato
Poesia e rap, benzi uns poema com o Domecq
Peguei minha referência, apresentei pra esses muleke
Invento um argumento, apresento eles em leque
Dou um catranco no setor e Carlinhos estudando pra EsPCEx
Em anexo a pauta, todo meu entendimento
Pra quem quer se eternizar é só da forma pros momento
É impossível mas eu tento, disposição 100%
Nem só de pão vive o homem, também de conhecimento
E esses cara enfrento
Mermo se depois eu apanho
Escrevo um rap, lavo a alma e faço um show tomando banho
Do padrão eu to isento, eles me cla**ifica estranho
Gravata, terno e canudo com a vista desse tamanho
Todo escaldado, olha a BM do arrombado
Esportivo de dois lugar, o diabo senta do lado
Eu escrevendo rap no fundo do busão lotado
Com o espirito livre, pensamento ilimitado
Meu nome é Jason, mas o facão é meu mic
Quero melhores condições pra zona oeste e não só like
Uns tira foto de Eike, mas só tem uma bike
Tira a carne do prato pra por Airmax da nike
Dinheiro é teu, tranquilo, então paga tuas conta
Mas depois não vem cotovelar com essas desculpa pronta
Que é só uma ponta, caneta vim cabeça pronta
Neguin murmura que esse Xamã nasceu do contra
Mas rap é cru e nu do modo antigo
É arte e arma branca pra colar e somar uns amigo
Tem pra Oxalá, pra santo
Tem pra crente e pra bandido
Se for mandar a capela eu faço o flow dançar comigo

[Verso 2: MC Estudante]
Boa noite
Encaro o rosto na privada, lembranças que sobram do hoje
Uma caminhada embaçada, agitada que a madruga trouxe
Meu rosto desconfigurado, vivo pernoitado
Só ando largado, talvez rodeado
Talvez odiado, anjos ou diabo com Emily Rose
Há quem ouse em filmes reais, fictício é a paz
Nesses intervalos somente os valores são comerciais
Me pergunto, quais? Já que somos os artistas principais
Se rua, avenida, cidade, viela compõe verdadeiros carnais
Atrás de audiência jamais, paciência eu quero mais
Como aqueles que podem escolher Jesus e optam por Barrabás
Somos vistos como marginais por doutores e policiais
Mas cansado de pular catraca ou subir na marra na porta de trás
Todos temos nossos ideais, banais aos olhos carnais
Saco vazio não para em pé e por isso é preciso corrermos atrás
Com xarpi em livros verticais, protejo de forma a**ais
[Lyrics from: https:/lyrics.az/mc-xama/-/r-a-p.html]
A miopia pra quem é bandido e a rigidez em locais culturais
Sou estudante, dificuldade afronta
Tento seguir meu caminho, mesmo a**im nego me aponta
O mal do homem é pensar que toda a ganância é tonta
Faço rap por amor, mas preciso pagar minhas contas
Nasci do contra, monstro sem omnitrix
Falar de coisa boa não é falar de Tekpix
Mulheres e crianças, Black Alien e SpeedFreaks
Cê nunca vai ser um timoneiro alienado à Netflix

[Refrão 3x]
Hey, o que?
R-A-P
Pra somar, pra lutar, protestar, combater

Hey, o que?
R-A-P
R-A-P
R-A-P

[Verso 3: Xamã]
Quadrada, aqui é o predador da madrugada
Depois da meia noite é Deus por nós e um por cada
Na fé, no que quiser, carcaça blindada
No breu poste sem luz, parede pichada
Bonzin ainda não, capuz e a cara amarrada
Na esquina a puta diz que o programa é um galo pra cada
Eu não uso colete, é metáfora pra te deixar confuso
Isso eu uso, mas pra puxar os tapete as vezes abuso
Deus não me pôs aqui de enfeite
Se a pista tá sinistra eu acho um beco que me aceite
O sorriso é sem brilho, diamante é bruto
A proteção dos menor é o oitão, não o estatuto
Se o teto é o viaduto e o jornal te aquece
Faz um furo na tampa da janta, puxa que o teto escurece
Junta a mão e faça as prece, antes do corre, corre
Ouve o brado, desce, desce, arrombado, se não morre
Alguém socorre
O sangue escorre pelo ralo
Eu sou o Xamã da superfície, do a**unto até o talo
40 grau no rio mermo frio na espinha
E o tratado de paz espremido nas entrelinhas
40 graus no rio mermo frio na espinha
E suas mão suja de sangue cumprimentam as minhas
Eu sou poeta
Eu juro

[Refrão 3x]
Hey, o que?
R-A-P
Pra somar, pra lutar, protestar, combater

Hey, o que?
R-A-P
R-A-P
R-A-P

Correct these Lyrics