LYRICS.AZ APPLICATION

Download from Apple Store
Download from Google Play

Luiz Café - Hora de Acordar lyrics

[Verso 1: Rashid]
Quer saber o que me difere?
Eu sou a rua e quero ser o melhor, os outros só querem ser o Puff Daddy
Fabricados em série
O estúdio e a balada é 30 conto, me responde aí: Qual que você prefere?
Não que altere em algum ponto
A maioria pensou que seria se fantasiar e pronto
Se digladiar somente, é evidente
Se um fala do outro, então quem é que fala pela gente?
Eu tenho uma missão, meu
Não existe rendição, deu
Pra sacar? Cochilou, perdeu
Soldado, adeus!
Porque quem não faz nada e quem faz errado
São iguais, pra mim tão do mesmo lado
Os meus não caem pela linha de frente
Sem dinheiro ou trampo, no campo quantos desses tão presente?
Quando a tempestade vem, mas...
E se Kool Herc tivesse pensado assim há 30 anos atrás?
Meus planos, meus manos, seus canos, são danos
Vão anos, ganhamos.. não, quem nos tornamos, jão
Vamos, tomamos, sem divisa
E se sua vontade é menor que isso, obrigado, a gente não precisa
Eu sou o rap, tanto o que sorri quanto o que chora
Independente, meu momento sempre foi agora
Eu vivo isso aqui, e se você não vive
Então corre que ainda dá tempo de desistir

[Refrão: Luiz Guima]
Levanta, tá na Hora de Acordar
Vai, a vida não dorme, levanta
A vida não vai te esperar
Levanta, tá na Hora de Acordar
Vai a vida não dorme, levanta
A vida não vai te esperar
[Lyrics from: https:/lyrics.az/luiz-cafe/-/hora-de-acordar.html]
Guerreiro na língua do rap não vacila
É pedra pra quem o desafia
É sangue pra quem é coirmão
Guerreiro é palavra reta que valia
Guerreiro é da hora é na avenida
Verdade é a sua munição!

[Verso 2: Rashid]
Eu nasci pra tá no fronte
No campo de batalha desde ontem
Derrubando qualquer um que apareça no horizonte
Deus que me aponte a direção
A bandeira do inimigo é minha maior fonte de inspiração
Eu sou o jogo, uma guerra em segredo
Eu sou o fogo nos olhares daqueles que não possuem medo
Um lobo solirário, enfim
Com esperança de união, mas talvez eu seja o mais sozin
Firmão, tô vivendo e vivão
Novo demais
Pra tá sabendo os que vem e se vão que nem animais
Um dos poucos que vêem esse vão
Entre a humanidade e essa tal de liberdade de expressão
A voz do Brasil nunca teve tão quieta
Trabalhamos sem considerar um sonho ou uma meta
Crise afeta mais que a eleição
Os macaco era menos burro, e cês ainda chama de evolução
As ruas sentem frio, hoje o rap tá em todo lugar, graças à internet sem fio
Sem mais nenhum pio, insolente
Porque dizemos "A Rua é Nóiz"? Porque deixaram as ruas com a gente
Hey, rimadores aumentam
Mas só existem dois tipos: Os que fazem rap e os que tentam
Só que meu corre é pelos manos
Pra que o futuro seja mais do que nos perguntar: "Onde foi que erramos?"

[Refrão: Luiz Guima]

Correct these Lyrics