LYRICS.AZ APPLICATION

Download from Apple Store
Download from Google Play

Luiz Café - Estilo Livre lyrics

[Verso 1: Filipe Ret]
Há 27 anos errando, sem desconto
Comigo é preto no branco, eu tô no ponto
Na mão uma cerva, nemá
À flor da pele pra beijar e atirar, eu tô pronto
Quero os melhores baseados do mundo
Moro na cidade mais bonita do mundo
Esclareço alguns, outros confundo
Fui maltrado por algumas dores, mas sigo imune
Eu tenho os amigos mais fieis do meu lado
A família mais linda, os melhores aliados
Fecho com a banca mais foda do rap
Tudubom Records, me chamam de Filipe Ret, o mais bolado
Rap RJ, levadas, becks, bebidas
Nós somos fodas, eu disse, nós somos zica
Odeio caretas, detesto drogados
Mas com uma caneta e um baseado eu faço letra mais pica

[Refrão: Filipe Ret]
Estilo livre vivaz
Estilo livre vivaz, vem!
Estilo livre vivaz
Columá, cria do ttk, nemá
Uooooo, estilo livre!

[Verso 2: Filipe Ret]
Eu to na profissão perigo, mas não se iluda, amigo
O mundo nunca foi melhor que isso
Lancei um riso, sigo debochado, se bá
Foi a forma que eu encontrei de conservar o que eu valorizo
Medíocres raciocinam até aonde convém
A gente não, a gente pensa até enxergar além
Entre a loucura e a genialidade
Superficial é achar que a vida feita só de profundidade
Sem help dos crentes e mais sapiência
Se deus é perfeito, ele é indiferente
Nem toda rebeldia é inteligente
[Lyrics from: https:/lyrics.az/luiz-cafe/-/estilo-livre.html]
Mas, como sempre, toda inteligência é rebelde, entende?
Eles criam rap fraco, meu som é de vagabundo
Na base da intuição é tudo
Enquanto derrotados preferem vitórias baratas
Minha ambição segue do tamanho do mundo

[Refrão]
Estilo livre vivaz
Estilo livre vivaz, vem!
Estilo livre vivaz
Columá, cria do ttk, nemá
Uooooo, estilo livre!

[Verso 3: Shadow]
Tamo no jogo há mili mili, várias fitas
Imagina quantas lata? L.A.P.A. madruga na habili
Joaquim, sobra só as puta e os vira lata
Fortalecendo meus vícios sim
Convivo com os que vivem e sigo rindo
Amigo, enquanto muitos falam poucos dizem
Cada um com seu dízimo, um gole pro santo
Abrindo caminhos me blindo
Corpo tá fechado, tô com meu manto sagrado
Vamo desenho os plano, deixando os muro pixado
Mentes além da compreensão
Pé na porta é expressão pra valer a vinda
Quem move o mundo são perguntas ainda
Fiz meu mundo universo, em verso digo quase tudo
Vivo mais do que existo
Não há paz no processo que é lento, incerto, intenso
No silêncio me confesso

[Refrão]
Estilo livre vivaz
Estilo livre vivaz, vem!
Estilo livre vivaz
Columá, cria do ttk, nemá
Uooooo, estilo livre!

Correct these Lyrics