D'Monte Mc's - DiMonstro lyrics

Published

0 246 0

D'Monte Mc's - DiMonstro lyrics

VulgoLô Vários neguinhos na função, o clima quente, a mente fria, o scotch blended, em volta monstrão" Que só pega b.o monstro, derrubando mente fraca Que trafica informação, pique os líder da Al Qaeda Rapaz, é us moleque zica de boné pra trás É os que vai pro corre, estoura, e quer sempre mais Que faz e acontece, porque quando a cabeça não pensa, dispensa que o corpo padece Que entristece, que se alegra, que só vive entre confronto Que cola com o D'Monte e troca idéias DiMonstro Tendeu? Porque se não perdeu! Que aqui é poucas, os voz rouca, sem bulova, são tudo dos "meu" Sou eu que tô por eles e eles, que estão por mim Criado pelos becos, do gueto de onde vim Onde uns abusa do green, e outros querendo que eu puxo E os boy até fuma maconha, mas gosta da branca que eles fica bruxo E outros aqui querem luxo, mas só ficam com o rabo sentado Enquanto tem vários menino, domingo a domingo chegando pesado Plano no futuro focado, pra não ser mais um no mundão Cabeça num nivel elevado, e firme sempre com os pés no chão Aprendeu olhando os monstrão, que cautela é melhor que ação Que o plano quando é bem formado, é concretizado mas sem emoção Então, firmão noiz se tromba nos becos entre os escombros Peri periculozo, Zona Norte, DiMonstro REFRÃO Periculozo, no sobe e desce pelas vielas Criminoso, no combate nunca amarela Cabuloso, vai no sapatin neguin, sem dar guela Aqui as idéias é DiMonstro E lar de monstro é favela. 2x Neto du Sapo Varios falaram que o Gangsta morreu então noiz é fantasma Do flow periculoso que ataca sua asma As Paty fico pasma, os Boys entrou em choque Quer me trombar é só cola no quiosque do Rock To com os loucos não com os lóque, No verso não Mosco não paro Rajada de Glock na mente, rima contundente derruba os otário Soldado fiel a EL BARRIO, criado na terra Dimonstro Que respeita a lei das ruas, sempre tumultua, desmascara falsários To em Perimpton onde o chicote estrala O Rap é hino, é vida, é vicio, é a voz que nunca cala Sempre vivi, mais demorei pra descobrir O que era gangueragem, malandragem, maloqueiro nunca para No frio fogueira na esquina, no calor boteco e gelada Se desrespeitar o meu clan não escapa de La Brincada Artilheria pesada, exército da rua de terra Na rua os burguês recua, molotov pedrada se é guerra é guerra Mesmo quando o bang berra os gladiador nunca recua Vou lutar vou morrer e a testemunha vai ser a lua Os 13 que treme o chão, no front guerreiro não gela Bandeira Zapata, La Marca, marighella, Guevara, Malcolm X, Mandela Maestro do Canão, Sabota, inspiração Pernambucano lampião, cabra macho, revolução no sertão Tendeu qual que é? Não pisca não Zé ruela As idéias aqui é di monstro, e Lar de monstro é favela REFRÃO Periculozo, no sobe e desce pelas vielas Criminoso, no combate nunca amarela Cabuloso, vai no sapatin neguin, sem dar guela Aqui as idéias é DiMonstro E lar de monstro é favela. 2x